Semana terrível...

Muito bem, recebi umas tabelas loucas essa semana em Medição Eletromecânica; não encontrei nada parecido na busca de imagens do Google e não há maneira alguma de eu fazer uma dessas para passar para o post do Vinicius. O único jeito é esperar receber de novo para comprar uma impressora e scannear o material que eu não tenho como publicar aqui, e até que seria bem mais fácil fazer desse jeito.

Fora isso, ainda estou procurando alguma apostila virtual sobre a matéria do Igor, que é o Desenho Eletromecânico (eita praga do agreste!!!), caso contrário vou ter que fazer a mesma coisa, e de novo ficarei devendo material.
Recebi meu teste de vocacional esses dias (aka teste de personalidade). Até que fiquei meio satisfeita, pelo menos coincidiu com a praga que realmente sou...

O objetivo desse post era só informar sobre algumas coisas, mas acho que é melhor transformá-lo em postinho da semana também...

Não me lembro do que fiz segunda-feira, estranho, acho que já cheguei na idade do Alzheimer e ainda não reparei...

Bem, eu estava muito feliz até terça-feira a noite, quando cancelaram a aula por causa do jogo do Brasil e fiquei andando com o Marcos até o fim de mundo onde fica a casa dele, mas a situação mudou muito a partir de quarta. Acredito que nesse caso não sejam os hormônios: andam acontecendo tantas coisas ruins que parece que me amaldiçoaram (já tenho uma ideia de quem seja e espero que essa pessoa tome no cu porque não aguento mais o tipo de comportamento dela ¬¬).

Desde quarta chorei umas bilhões de vezes, o clima anda tenso tanto com os inquilinos, quanto no Formare, quanto dentro da família, quando dentro do meu namoro às traças, quanto na escola, quanto na minha maneira de pensar (que fragmentou-se absurdamente).

Estou cansada horrores e não consigo dormir - essa semana tive que acordar em plena madrugada, no frio filho da mãe, pra pegar o protetor auricular pra tentar voltar a dormir por causa da barulheira. Estou um caco, acho que não tenho mais muito tempo de vida.
Ontem escrevi um monte de merda na redação de Português e troquei os horários das provas, pensei que seria a avaliação de Química, mas era a de Física e acho que me dei mal pakas...

Mas por incrível que pareça consegui acertar 11 questões na Olimpíada de Matemática. Nunca tinha chutado tanto e acabei acertando pouco mais da metade - não queria mesmo fazer a segunda fase, não temos opções de alternativas e com certeza não terei tempo algum para estudar. A última vez que passei nesse treco foi em 2006, coincidentemente também ano de Copa, e me ferrei bem gostoso pois acredito que não acertei NENHUMA. De qualquer forma não acertei nem metade porque nunca mais falaram comigo. Devem ter rido da minha cara também, ou pelo menos sentido muita pena de mim.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante!! =D

Sobre mim!

Juliana Fernandes, estudante de 18 anos com sérios problemas mentais, inaugura seu 123343º blog, desta vez com o intuito de reunir o máximo de informação possível para o vestibular (e coisas mais!)
Junto ao seu fiel parceiro invisível, sem nome e inexistente, ela continua sua árdua tarefa de manter-se atualizada para não levar mais tapas da profª de Matemática de Pinhal City, a roça!!
Não perca o próximo capítulo dessa incrível aventura!!


"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."

- Clarice Lispetor


Tigrão do zoo de São Paulo!
Tecnologia do Blogger.

Seguidores~

Pesquisar...