Hepatite


A hepatite é uma doença que atinge o fígado e que, por ser silenciosa em seu início, pode causar sérios danos se não for logo diagnosticada. Quando causada por vírus, quase sempre desaparece inteiramente em seis meses, sem deixar consequências. Em outros casos, pode evoluir para formas graves e fulminantes ou persistir em forma crônica ou cirrose.

As hepatites mais comuns são ocasionadas pelos vírus A e B: a Hepatite A é um tipo de doença infecciosa, com período de incubação de 15 a 20 dias. As fezes são a via básica de contaminação da água, de alimentos e de tudo quanto possa ser infectante por via oral; a Hepatite B, assim como a AIDS, é transmitida através do contato sexual ou contato com o sangue, sêmen, secreções vaginais ou saliva de pessoas infectadas.

Atuam como veículos de contaminação, também, as infecções intravenenosas, intramusculares, e equipamentos dentários; a Hepatite C é transmitida por transfusões de sangue, uso de drogas injetáveis e agulhas contaminadas. Pode progredir para hepatite crônica, cirrose e morte.

Os sintomas da hepatite são: icterícia, urina escura, náuseas, cansaço, inapetência e dores no corpo.
O diagnóstico decorre do quadro clínico e de um exame de sangue. Este é importante porque muitas pessoas com Hepatite B não apresentam sintomas, e o período de incubação é de 50 a 180 dias.

Não há tratamento específico para as hepatites por vírus. A cura vem com a produção de anticorpos pelo próprio paciente, por isso as recomendações médicas são o repouso associado a uma dieta alimentar rica em proteínas, para reparar as células danificadas, e em carboidratos, para proteger o fígado.

A Hepatite B é uma doença sexualmente transmissível. Assim, está no grupo de risco de qualquer pessoa que for sexualmente ativa, tiver mais que um parceiro sexual, fizer sexo sem uso de preservativo, for portadora de outra doença sexualmente transmissível ou compartilhar agulhas para injeção de drogas.

Existe, modernamente, a vacina da Hepatite B, que fornece proteção duradoura, é segura e eficaz e já faz parte do cronograma de vacinação das crianças. Mulheres que pretendem engravidar devem vacinar-se para se protegerem e à seus futuros filhos.

Em relação à prevenção de hepatite, é preciso beber somente água potável, lavar bem frutas e verduras, manter dieta alimentar saudável, incentivar, na família, hábitos de higiene rigorosos, usar preservativos na relação sexual, usar apenas agulhas descartáveis, e manter-se informado sobre os novos estudos científicos a respeito de hepatites virais e crônicas. Na presença de algum dos sintomas referidos, é preciso procurar um médico e fazer exame de sangue.

---------------------

Cara, eu odiei esse texto, é tão repetitivo e não fala quase nada!!!
Este é o tema de um dos meus trabalhos pendentes lá no Formare, com apresentação na quarta-feira da semana que vem.
Vou pesquisar mais sobre o assunto e organizar tudo para depois postar mais aqui!!!

-- Na parte das recomendações, dá-se a entender que é legal usar drogas injetáveis!! xDDD

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante!! =D

Sobre mim!

Juliana Fernandes, estudante de 18 anos com sérios problemas mentais, inaugura seu 123343º blog, desta vez com o intuito de reunir o máximo de informação possível para o vestibular (e coisas mais!)
Junto ao seu fiel parceiro invisível, sem nome e inexistente, ela continua sua árdua tarefa de manter-se atualizada para não levar mais tapas da profª de Matemática de Pinhal City, a roça!!
Não perca o próximo capítulo dessa incrível aventura!!


"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."

- Clarice Lispetor


Tigrão do zoo de São Paulo!
Tecnologia do Blogger.

Seguidores~

Pesquisar...