Comunicação: conceitos

Os cientistas não-verbalistas, são estudantes do comportamento humano, que se dedicam a estudar as atuações não-verbais e os sinais dos seres humanos, através dos gestos.

Charles Darwin publicou em 1872 um trabalho de enorme influência, "A expressão das Educação a Distância emoções no homem e nos animais". Porém, somente em 1960, estes estudos foram valorizados e confirmados através de pesquisas, daí sua grande influência. A partir de 1970, com a publicação do livro de Julius Fast, sobre a linguagem do corpo, o público começou a tomar conhecimento do assunto.

Ainda hoje, a grande maioria das pessoas ignora a existência da linguagem do corpo.

Os resultados das pesquisas mostram que o impacto total de uma mensagem é:

* Educação a Distância 7% Verbal (apenas palavras escritas)
* 38% Vocal (incluindo tom de voz, inflexões e outros sons)
* 55% Não-Verbal.(gestos e movimentos)

Numa conversa frente a frente, o impacto é:

* 35% Verbal (palavras)
* 65% Não-Verbal (gestos e movimentos)

A maioria dos pesquisadores concorda que:

* O canal verbal é usado para transmitir informações
* O canal não-verbal é usado para negociar atitudes entre as pessoas e como substituto de mensagem verbal.

Independente da cultura, palavras gestos e movimentos acontecem juntos.

O ser humano raramente está ciente de suas atitudes movimentos e gestos, os quais podem contar uma história, enquanto sua voz está contando outra.

ATENÇÃO:- Quando a linguagem do corpo não está de acordo com a linguagem verbal, temos a percepção da mentira.

As mulheres são, geralmente, mais perceptivas que os homens. Elas tem habilidade inata para captar e decifrar sinais não-verbais, além de possuirem olho acurado para perceber detalhes e sentir mentiras.

--------

Comunicação eficaz nas organizações

1. Introdução

Poucos mecanismos eficazes de comunicação são aplicados atualmente nas organizações. Na realidade, a ênfase maior está na metodologia de trabalho, nos fluxogramas, relatórios e processos.

2. Diferença entre informação e comunicação

2.1 Informação

Emissor envia a mensagem (conjunto de dados com a intenção de eliminar uma séria de incertezas) para o Receptor.

2.2 Comunicação

Emissor envia a mensagem para o Receptor, no entanto esta mensagem deve ser entendida, decodificada e retornada ao Emissor através do FEEDBACK (compreensão da mensagem que foi transmitida).

Obs: um dos grandes problemas de comunicação nas organizações está relacionado com o FEEDBACK mal feito.

3. Tipos de comunicação

3.1 Interpessoal: Uma pessoa se comunica com outras pessoas. Quanto mais pessoas envolvidas neste tipo de comunicação, maiores chances de ocorrer problemas de comunicação.

3.2 Interfuncional: Uma Área da empresa se relaciona com outras áreas da própria empresa. A comunicação pode ser verbal, escrita, telefônica ou por e-mail.

3.3 Corporativa: A empresa se relaciona internamente com seus funcionários ou com outras empresas. Ex1: Comunicado oficial do Presidente da empresa para todos os empregados internos. Ex2: Empresa ABC S/A envia correspondência para o Jornal A GAZETA (uma falha na comunicação corporativa pode afetar bastante a imagem da empresa que emitiu a mensagem).

3.4 Informal: Quando os canais formais de comunicação da empresa funcionam precariamente (jornal interno, intranet, quadro de avisos, etc.). Também conhecida como “rádio corredor”, pois ela é sempre veloz, porém, normalmente, é imprecisa. Funcionários começam a gerar a informação informalmente através de boatos e fofocas.

4. Efeitos da comunicação verbal

Palavra = 7%, Tom de Voz = 38% e Postura corporal = 55% (gesto, olhar)

5. Gaps na comunicação

São ruídos ou mal entendidos que podem levar a empresa a sérios prejuízos.

5.1 Causas

Ambiente adverso: Local com muito barulho, tumultuado e com trânsito de pessoas.

Momento impróprio: Uma pessoa está atendendo ao telefone e outro funcionário entra na sala e dá um recado.

Linguagem inadequada: Falar muito termo técnico e palavras estrangeiras para público leigo.

Exposição descuidada ou exagerada: O emissor fica distraído enquanto transmite a mensagem; transmitir a mensagem com muitos rodeios e perdendo o foco principal.

Incoerência da mensagem: Mensagem de otimismo está sendo transmita por pessoa desmotivada e triste. Os receptores vão ficar desconfiados.

Conotação preconceituosa: Ex: quando um instrutor diz para os estagiários no primeiro dia de treinamento – “vou explicar para vocês bem devagar para entenderem direitinho!”. Na verdade, não se deve julgar superior em relação ao receptor da mensagem principalmente se forem de escolaridade inferior.

Choque de personalidades e Cultura diferenciada: O emissor deve tomar cuidado com palavras e termos que não são entendidos ou possuem outra interpretação em outras regiões do próprio país.

6. Conclusão

Nunca é demais perguntar: “entendeu ?” ou “existe alguma dúvida?”
Anotar os pontos importantes da mensagem verbal é fundamental.
Observar as reações ro receptor ao longo da transmissão da mensagem.
Mensagens escritas precisam de cuidados redobrados, pois o receptor não vai tirar dúvidas com o emissor.
Ter empatia na comunicação, ou seja, o que pode parecer simples para o emissor da mensagem pode ser muito complicado para o receptor.

--------

Comunicação é percepção

A comunicação só se inicia quando o outro começa a perceber.
A percepção é fruto da história de cada um, de suas vivências e experiências, de seu aprendizado.
Cada pessoa percebe o que quer perceber, ouve o que quer ouvir, sente o que quer sentir, em função de seu angulo de visão e pontos de vistas..
Duas pessoas assistem ao mesmo filme, uma adora a outra detesta. Por quê?
As percepções são diferentes de pessoa a pessoa.
A percepção é a verdade de cada um.

Comunicação é expectativa

Vivemos em um processo de mudanças constantes, portanto, nossas expectativas mudam rapidamente e a cada instante..
Ao passar por uma avenida, indo para uma festa na casa do melhor amigo, a acharei bonita, pois percebo os passarinhos cantando, vejo os raios de luz infiltrando-se nas árvores, o meu estado de espírito é de alegria e demonstra minha expectativa de me divertir.
No dia seguinte, ao passar pelo mesmo lugar, mas agora indo para o velório deste amigo, o acharei feia e fria, a minha expectativa é de tristeza e reflexão, meu estado de espírito é de condolência.

Comunicação é envolvimento

As pessoas só quando estão envolvidas e interessadas são receptivas as informações.
Quando alguém dá o que tem de melhor e o faz com amor e entusiasmo (estar com Deus dentro de si – do grego), passa credibilidade, confiança e envolvimento.
Seguem as dicas de como superar as barreiras da comunicação.
Portanto, vão aqui as 4 dicas e recomendações.

Use uma linguagem simples

A percepção por parte de seu interlocutor será mais clara, objetiva e compreensível. É a linguagem dele. Na comunicação entre dois médicos a linguagem médica é a mais simples.

Verifique o que o outro entendeu

Faça perguntas, verifique o que o outro entendeu para certificar-se se a mensagem chegou como você gostaria que chegasse ou houve o entendimento que quis passar. Feedback é fundamental e estabelece diálogo.

Coloque-se no lugar do outro, use sua empatia

É fundamental estar na pele do outro para estar o mais perto do sentir do outro.

--------

Fontes: aqui, aqui e aqui.

Tivemos reposição das aulas de Comunicação e Relacionamento ontem, com a Mara. Por sorte, consegui encontrar rapidinho as fontes que ela usou pra montar a apostilinha.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante!! =D

Sobre mim!

Juliana Fernandes, estudante de 18 anos com sérios problemas mentais, inaugura seu 123343º blog, desta vez com o intuito de reunir o máximo de informação possível para o vestibular (e coisas mais!)
Junto ao seu fiel parceiro invisível, sem nome e inexistente, ela continua sua árdua tarefa de manter-se atualizada para não levar mais tapas da profª de Matemática de Pinhal City, a roça!!
Não perca o próximo capítulo dessa incrível aventura!!


"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."

- Clarice Lispetor


Tigrão do zoo de São Paulo!
Tecnologia do Blogger.

Seguidores~

Pesquisar...