Esquete rápida - Assalto atrapalhado


LADRÃO - Isso é um assalto! Passa a carteira!

HOMEM - Calma, calma.

LADRÃO - Rápido!

HOMEM - Eu estou pegando a carteira.

LADRÃO - Passa rápido!

HOMEM – Eu só tenho vinte reais.

LADRÃO - Passa a carteira toda.
HOMEM - Pra que? De valor só tem os vinte reais.

LADRÃO - E cartão?

HOMEM - O banco me tirou todos, eu to numa situação péssima.

LADRÃO - Tanto faz, passa a carteira toda.

HOMEM - Deixa pelo menos eu tirar o RG e o CPF original que isso dá uma trabalheira para tirar a segunda via.

LADRÃO - Tá bom.

HOMEM - Vou até tirar também a carteirinha do plano de saúde, porque amanhã eu vou ao médico ver uma dor que eu estou sentindo no pé das costas...

LADRÃO - Tira logo.

HOMEM - E você sabe como é medico de plano de saúde, é carteirinha, comprovante de pagamento...

LADRÃO - Pegou?

HOMEM - Tá quase.

LADRÃO – Foi?

HOMEM - Na verdade, eu até vou ficar com o cartão telefônico também, posso? Porque como eu vou ficar sem dinheiro, eu preciso ligar para alguém vir me pegar.

LADRÃO - Tá, só deixa o que for de valor.

HOMEM - Agora acho que foi. Só sobrou um carnê da prestação da máquina de lavar que eu dei pra minha mulher de presente de aniversário, mas que sem dinheiro não faz sentido realmente eu estar com ele.

LADRÃO - Passa pra cá.

HOMEM - Embora um dia eu vá ter que pagar isso, então é melhor eu ficar mesmo com o carnê. Com o carnê e com a carteirinha do vídeo. Porque pra fazer essa carteirinha, olha... Comprovante disso, comprovante daquilo...

LADRÃO - Fica logo com a sua carteira, passa só os vinte reais.

HOMEM - Na verdade, eu até queria saber se o senhor não pode levar só quinze, porque eu acabei de lembrar que não só o cartão telefônico já está zerado, aliás se quiser levar ele agora pode, tem até um desenho bem bonito em comemoração ao aniversário da cidade, como também lembrei que não tem ninguém em casa. Sem dinheiro eu não vou ter como voltar nem como ligar pra ninguém pra avisar dessa situação horrível pela qual eu estou passando que é o assalto. Com cinco reais, pelo menos eu tomo o metrô até o Centro e de lá eu pego o 727 até a minha casa.

LADRÃO - Dá quinze logo então.

HOMEM - Pera aí que oito eu tenho aqui em moeda.

LADRÃO - Fica com os oito. Me dá só o que tem em nota.

HOMEM - Em nota, nota, eu tenho só dois reais. Os outros dez no caso, eu tenho em ticket refeição. Mas é ticket refeição aceito em todo lugar, é ticket do bom.

LADRÃO - Você só tem dois reais em dinheiro?

HOMEM - Não, eu tenho também oito em moeda. Moeda também é dinheiro.

LADRÃO - Me dá os oito então.

HOMEM - Abre a mão. Mas abre bem que é muita.

LADRÃO - Olha só, esquece isso. Vai pagar a máquina da sua mulher.

HOMEM - Mas aí não é justo. Você tá sendo um assaltante tão bacana comigo... Vamos dividir como o combinado.

LADRÃO - Deixa pra lá.

HOMEM - De maneira nenhuma. Eu não vou te deixar na mão. Você vai levar alguma coisa. É religioso?

LADRÃO - Como assim?

HOMEM - Acredita no que?

LADRÃO - Em Deus.

HOMEM - Então pronto.

LADRÃO - O que?

HOMEM - Já vai levar essa pulseirinha do Bonfim que eu tenho aqui amarrada no pé.

LADRÃO - Não precisa.

HOMEM - Eu faço questão. Se bem que ela já tá meio gasta, até o nozinho já sumiu, falta só mais um pedido pra realizar e se eu arrebentar não realiza. Você sabe como é pedido, não se pode brincar.

LADRÃO - Olha, não precisa me dar nada.

HOMEM - Já sei! Tô aqui com um cortador de unha... Tá meio enferrujado, a lâmina já tá cega, é de coração, mas leva.

LADRÃO - Esquece.

HOMEM - Espera! Pelo menos me dá um abraço.

LADRÃO - Oi?

HOMEM - Leva o meu abraço de tchau.

LADRÃO - Tchau. (SAI)

HOMEM – Tchau! Cara bacana... Ei, amigo! Volta aqui! Não é todo dia que se encontra alguém assim... Ladrão, vamos trocar telefone pelo menos! Você tem orkut?

---------

Quase perfurei o pescoço da Aline quando fiz o Ladrão na semana passada... xD

5 comentários:

Monalisa Marques 12 de fevereiro de 2011 06:29  

Quem é o autor deste texto? Gostaria de saber!

Júн ƒєrиαиdєร!~ 12 de fevereiro de 2011 11:08  

Olha, não sei quem é o autor não!
Os textos já estavam impressos quando tivemos essa aula, e para facilitar meu serviço de passar pra cá, googlei e apareceu esse site aqui, q pode ser útil para vc > http://carolinadias-arte.blogspot.com/2009_05_01_archive.html

Eu chuto em Fábio Porchat =D

Danielle 28 de agosto de 2011 08:23  

olha e muito divertida essa esquete!
eu vou apresentar segunda feira la na minha escola !

Anônimo 15 de julho de 2014 05:30  

muito legal vou reproduzir essa esquete a minha escola

Anônimo 15 de julho de 2014 05:31  

showwwwww de bola

Postar um comentário

Seu comentário é importante!! =D

Sobre mim!

Juliana Fernandes, estudante de 18 anos com sérios problemas mentais, inaugura seu 123343º blog, desta vez com o intuito de reunir o máximo de informação possível para o vestibular (e coisas mais!)
Junto ao seu fiel parceiro invisível, sem nome e inexistente, ela continua sua árdua tarefa de manter-se atualizada para não levar mais tapas da profª de Matemática de Pinhal City, a roça!!
Não perca o próximo capítulo dessa incrível aventura!!


"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento."

- Clarice Lispetor


Tigrão do zoo de São Paulo!
Tecnologia do Blogger.

Seguidores~

Pesquisar...